Use esta barra para naveguar nas páginas do blog!
Posts antigos
  • 30.out

    As nossas secretárias e mesas de trabalho mudaram muito nos últimos 30 anos. Aos poucos fomos deixando de usar o fax, o calendário, papel… e começamos a usar computadores, software, smartphones e apps.

    Neste gif animado podemos dar-nos conta de uma maneira muito visual que as nossas ferramentas de trabalho estão deixando de ser materiais para alojar-se no ciberespaço :D.

    E você, têm saudades de algum material de escritório que já não se use mais?

    A evolução do material de escritório

  • 18.set

    Chegamos em casa carregados de compras, aquele calor danado e logo corremos para a geladeira e… “Oh, não! Não há nada gelado!”. Para esses momentos “difíceis” onde desejamos loucamente tomar algo gelado, aprendemos neste vídeo em que se explica como gelar uma lata de bebida em dois minutos.

    1. Enchemos um recipiente com água e gelo.
    2. Acrescentamos duas colheres de sopa de sal.
    3. Pomos a lata e passado um minuto mexemos.
    4. Passados dois minutos… pronto! A bebida já está bem fresca :) .

    Conhecem outros truques do mesmo tipo?

  • 02.set

    Prestige não aguenta e se parte ao meio.

    No dia 19 de Novembro de 2002, um petroleiro grego, o Prestige deixou vazar para o oceano 11 milhões de litros de óleo no litoral da Galícia, originando marés negras nas costas francesas, espanholas e portuguesas.
    Apenas 24 horas depois do acidente a mancha de petróleo já atingia 37 quilômetros e 200 metros da costa afetando 700 praias e matando 20 mil aves.

    A saga desta tragédia com este antigo navio (petroleiro de casco simples construído em 1976), começou na verdade no dia 13 de Novembro, quando foi feito um pedido de socorro, após ter sido detectado um rombo de 35 metros no casco, levando o navio a tombar.

    Foi providenciado o reboque do petroleiro com o intuito de afastá-lo o mais longe possível da costa. Nos dias que se passaram, a fenda no casco do navio só aumentava, e a quantidade de óleo despejada no mar era cada vez maior, até que, no dia de 19 de Novembro, o Prestige partiu-se em dois e afundou-se a 3300 metros de profundidade, juntamente com 77 mil toneladas de petróleo.

    Serão muitas as consequências a médio e longo prazo, tanto a nível ambiental, como econômico e social.
    Nos meses seguintes ao desastre, o submarino-robô Nautile (francês) soldou o navio afundado a 3,600 metros de profundidade.

    O Prestige

    leia mais //

  • 25.ago

    A verdade é que eu não faço ideia de que espécie de animal é este, o fato é que ele é muito semelhante com as criaturas alienígenas assustadoras que vimos nos filmes. É uma espécie de cobra preta, com terríveis dentes afiados e transparentes, capazes de assustar qualquer um que se deparar com ela. E você, acha que é verdade ou apenas uma piada?

    Encontrado uma terrível criatura em forma alienígena (1) leia mais //

  • 20.ago

    São Paulo (AE) – A queda do Cessna Citation 560 XL em que viajava Eduardo Campos, na quarta-feira, 13, de manhã, foi a primeira tragédia a vitimar um candidato à Presidência da República – mas outros acidentes aéreos já interromperam, na política brasileira, as vidas de dois ex-presidentes da República – o marechal Humberto de Alencar Castelo Branco e Nereu Ramos -, dois governadores e vários parlamentares, entre os quais o ex-presidente da Câmara e da Assembleia Constituinte Ulysses Guimarães (PMDB-SP).

    Por seu papel decisivo na criação da Constituição de 1988 e pelo enorme prestígio político de que desfrutava, Ulysses deixou um grande vazio político ao desaparecer no fundo do mar perto de Angra dos Reis, no litoral fluminense, em 12 de outubro de 1992.

    Nem ele nem o helicóptero Esquilo HB 350 B em que viajava jamais foram localizados. Com o “Senhor Diretas”, como Ulysses era chamado por ter liderado a campanha das Diretas-Já, em 1983 e 1984, estavam, além do piloto, sua mulher, Mora, seu amigo Severo Gomes, que havia sido ministro da Indústria e Comércio do governo José Sarney (1985-1989), e a mulher de Severo, Anna Maria.

    leia mais //

TOPO